ANTES DA
SUA VIAGEM…
Para evitar incómodos, antes da viagem, deve verificar:
– Luzes e sinalização luminosa – Confirme se os faróis e restantes lâmpadas de piscas e luzes de presença / travão estão todas a funcionar.
– Pneus – Faça uma verificação do piso e da pressão de todos os pneus (suplente incluído), e da eventual existência de bolhas, (caso estas existam troque-o de imediato).
Se for viajar com muito peso, convém aumentar a pressão dos pneus, consulte tabelas da sua marca e modelo.
– Limpeza do motor, fugas de óleo, água, etc.
– Níveis de:
– Óleo do motor, água lava pára brisas, liquido de refrigeração, travões, etc.
– Espelhos retrovisores
– Cintos de Segurança
– Limpa pára-brisas
– Triângulo de sinalização
– Colete reflector
– Inspecção períodica, I.U.C. e seguros em dia.
– Numa abordagem mais aprofundada, deve recorrer aos serviços mecânicos e verificar alinhamento da direção e calibragem das rodas.

 

DURANTE A
SUA VIAGEM…

– Conduza com tranquilidade, respeitando a sinalização e limites de velocidade. Lembre-se que vai finalmente de férias!! Por isso“No Stress”.

– Fumar enquanto conduz, reduz em muito a sua capacidade de reacção, portanto não fume enquanto conduz (Pela sua saúde e dos que o acompanham, não fume nunca).

– Se sentir sonolência enquanto conduz, pare o veículo e descanse, de contrário, pode adormecer ao volante e envolver-se num acidente.

– De acordo com a legislação em vigor, durante a condução é proibida a utilização de qualquer tipo de auscultadores sonoros ou de aparelhos radiotelefónicos, exceptuando-se os com sistema de alta voz. O facto de manter as mãos ocupadas, um imprevisto pode deixá-lo sem capacidade de reacção atempada. Portanto, não utilize o telemóvel, se for a conduzir.

– Se tiver crianças, transporte-as sempre no banco de trás com os respectivos cintos de segurança, além de ser proibido, é muito perigoso irem soltas e fica sujeito a uma coima de 120 a 600 euros e pode dar inibição de conduzir de 1 a 12 meses.

 

NO ALUGUER
DE CASA…

– Tenha especial cuidado quando encontrar “bons negócios” de apartamentos ainda disponíveis nas vésperas das férias, pois estes geralmente não existem.

– Tome atenção se a pessoa lhe disser que tem muitos apartamentos no mesmo local e que por isso ainda tem muitas vagas.
Procedimentos de segurança:

1 – Antes de enviar o sinal, marque um dia e uma hora para visitar o apartamento, se a pessoa se recusar ou levantar obstáculos a essa visita, tenha cuidado..

2 – Tenha cuidado com as transferências bancárias para contas de imigrantes…

3 – Certifique-se de que a morada que lhe indicam da casa existe e tente localizá-la num mapa, de preferência com fotos de satelite:
www.bing.com/maps ou www.google.pt/maps

4 – Rejeite enviar um sinal superior a 30%.

5 – Dê preferência a sites onde exista um calendário de ocupação, em que veja a sua semana ser marcada. Tenha especial cuidado nos anuncios classificados.

 

DURANTE AS
SUAS FÉRIAS…

Importa saber que nesta época existem situações que põem em risco tanto crianças como adultos. Ir à praia, à piscina, etc, é excelente para o bem-estar físico e mental mas obriga a algumas precauções para evitar situações desagradáveis, como queimaduras solares, afogamentos e golpes de calor.

No que respeita às queimaduras solares devem ser tomadas as seguintes medidas:
– evitar exposições ao sol entre as 11h e as 16h;
– usar sempre um protector solar com um índice adequado à idade da criança, mas nunca inferior a 20 e aplicar frequentemente.
– as crianças com menos de um ano de idade não devem ser expostas directamente ao sol, durante os períodos de sol intenso, devendo sempre usar uma t-shirt de cor clara;
– usar sempre chapéu ou boné;
– as crianças devem ingerir regularmente líquidos sem açúcar nem cafeína para evitar a desidratação. Beber, sim, muita água e sumos naturais.Após uma queimadura solar deve-se evitar nova exposição ao sol, aplicar compressas com água fria e nunca com álcool, manteiga ou óleos gordos e não rebentar as bolhas.

No que diz respeito aos afogamentos, devem ser tomadas as seguintes precauções:
– vigiar atenta e permanentemente as crianças e nunca as deixar sozinhas;
– utilizar sempre dispositivos de segurança, como: bóias, braçadeiras e coletes, adaptados à idade;
– ensinar as crianças a nadar o mais cedo possível;
– mesmo que as crianças saibam nadar é necessário sempre que um adulto esteja próximo e atento às brincadeiras, principalmente quando brincam com barcos e colchões de água.
– não deixar mergulhar, nunca, em sítios desconhecidos e não permitir saltos mortais ao entrar na água;
– evitar dar refeições pesadas e aguardar três horas antes da criança entrar na água;
– preferir sempre praias vigiadas e com bandeira azul.

Durante os meses de Verão o calor aperta e as temperaturas sobem devendo ser tomadas algumas medidas para evitar os efeitos de calor sobre o organismo das crianças, principalmente se forem portadores de obesidade ou de doenças crónicas, como problemas cardíacos, respiratórios ou renais?. O calor aumenta a transpiração que, se for excessiva, pode levar à desidratação, sendo por isso necessário aumentar a ingestão de líquidos, de preferência água e sumos naturais.

No que diz respeito ao calor:
– procurar sempre um local fresco, nas horas de maior calor;
– evitar os esforços físicos;
– dar um duche de água tépida à criança;
– evitar a permanência de crianças em viaturas estacionadas ao sol.